jump to navigation

Ano Novo Guarujá 06-07 janeiro 3, 2007

Posted by caja in Uncategorized.
1 comment so far

img_0023.jpgimg_0019.jpgimg_0007.jpgimg_0004.jpg

O Ano Novo só não foi mais pereito porque foram só 4 dias, 4 dias 24 horas juntos. Ficamos no Guarujá com a família do Ricardo. A virada foi show demais, até chorei. Extremamente sem explicação. Agora é só esperar os bons fluídos deste maravilhoso reveillon cheguem para 07.

Anúncios

Feliz Natal 06 janeiro 3, 2007

Posted by caja in Uncategorized.
add a comment

img_0021.jpgimg_0027.jpgimg_0034.jpg

O Natal de 2006 foi bem simples, ficamos na casa do Tio Bá na noite após irmos ver uma missa na Capela São José pela metade porque chegamos na metada da celebração, e no almoço fomos até a casa da Tia Marta, comemos bem e ficamos com a minha família. Para variar foi muito gostoso, espero que seja o primeiro de muito.

Não… novembro 27, 2006

Posted by caja in Uncategorized.
add a comment

“Não quero alguém que morra de amor por mim…Só preciso de alguém que viva por mim, que queira estar junto de mim, me abraçando.

Não exijo que esse alguém me ame como eu o amo, quero apenas que me ame,

não me importando com que intensidade.
Não tenho a pretensão de que todas as pessoas que gosto, gostem de mim…
Nem que eu faça a falta que elas me fazem,

o importante pra mim é saber que eu, em algum momento, fui insubstituível…

E que esse momento será inesquecível… Só quero que meu sentimento seja valorizado.
 

Quero sempre poder ter um sorriso estampando em meu rosto,

mesmo quando a situação não for muito alegre…

E que esse meu sorriso consiga transmitir paz para os que estiverem ao meu redor.
 

Quero poder fechar meus olhos e imaginar alguém…

e poder ter a absoluta certeza de que esse alguém também pensa em mim quando fecha os olhos,

que faço falta quando não estou por perto.
 

Queria ter a certeza de que apesar de minhas renúncias e loucuras,

alguém me valoriza pelo que sou, não pelo que tenho…

Que me veja como um ser humano completo,

que abusa demais dos bons sentimentos que a vida lhe proporciona,

que dê valor ao que realmente importa, que é meu sentimento… e não brinque com ele.

E que esse alguém me peça para que eu nunca mude,

para que eu nunca cresça, para que eu seja sempre eu mesmo.” 



Ser feliz eh ter um monte de problemas
mas mesmo assim sorrir com as pequenas coisas \n\n“,0] ); D([“ce”]); //–>

Pensando… novembro 27, 2006

Posted by caja in Uncategorized.
add a comment

“Se, por um instante, Deus se esquecesse de que sou um marionete de trapo
e me presenteasse com um pedaço de vida, possivelmente não diria tudo
o que penso,
mas, certamente, pensaria tudo o que digo.

“Daria valor às coisas, não pelo que valem, mas pelo que significam.

“Dormiria pouco, sonharia mais, pois sei que a cada minuto que
fechamos os olhos, perdemos sessenta segundos de luz.

“Andaria quando os demais parassem, acordaria quando os outros dormem.

“Escutaria quando os outros falassem.

“Se Deus me presenteasse com um pedaço de vida, vestiria simplesmente,
me jogaria de bruços no solo,
deixando a descoberto não apenas meu corpo, como minha alma.

“Regaria as rosas com minhas lágrimas para sentir a dor dos espinhos e
o encarnado beijo de suas pétalas.

“Deus meu, se eu tivesse um pedaço de vida. Não deixaria passar um só
dia sem dizer às gentes – te amo, te amo.

“Convenceria cada um que são os meus favoritos e viveria para mim.

A uma criança, lhe daria asas,
mas deixaria que aprendesse a voar sozinha.

Aos velhos ensinaria que a morte não chega com a velhice, mas com o
esquecimento. Tantas coisas aprendi com vocês, os homens…

“Aprendi que todo mundo quer viver no cimo da montanha, sem saber que
a verdadeira felicidade está na forma de subir a escarpa.”

“Aprendi que quando um recém-nascido aperta com sua pequena mão pela
primeira vez o dedo de seu pai, o tem prisioneiro para sempre.”

“Aprendi que um homem só tem o direito de olhar um outro de cima para
baixo para ajudá-lo a levantar-se.”

Para viver um grande amor novembro 17, 2006

Posted by caja in Uncategorized.
add a comment

Para viver um grande amor, preciso é muita concentração e muito siso, muita seriedade e pouco riso – para viver um grande amor.
 
Para viver um grande amor, mister é ser um homem de uma só mulher; pois ser demuitas, poxa! é de colher… – não tem nenhum valor.
 
Para viver um grande amor, primeiro é preciso sagrar-se cavalheiro e ser de sua dama por inteiro- seja lá como for. Há que fazer de corpo uma morada onde clausure-se a mulher amada e postar-se de fora com uma espada – para viver um grande amor.
 
Para viver um grande amor, vos digo, é preciso atenção como o “velho amigo”, que porque é só vos quer sempre consigo para iludir o grande amor. É preciso muitíssimo cuidado com quem quer que não esteja apaixonado, pois quem não está, está sempre preparado para chatear o grande amor.
 
Para viver um grande amor, na realidade, há que compenetrar-se da verdade de que não existe amor sem fieldade – para viver um grande amor. Pois quem trai seu amor por vanidade é desconhecedor da liberdade, dessa imensa, indizível liberdade que traz um só amor.
 
Para viver um grande amor, il faut, além de ser fiel, ser bem conhecedor de arte culinária e de judô – para viver um grande amor.
 
Para viver um grande amor perfeito, não basta ser apenas bom sujeito; é preciso também ter muito peito – peito de remador. É preciso olhar sempre a bem-amada como a sua primeira namorada e sua viúva também, amortalhada no seu finado amor.
 
É muito necessário ter em vista um crédito de rosas no florista – muito mais, muito mais que na modista! – para aprazer ao grande amor. Pois do que o grande amor quer saber mesmo, é de amor, é de amor, de amor a esmo; depois, um tutuzinho com torresmo conta ponto a favor…
 
Conta ponto saber fazer coisinhas: ovos mexidos, camarões , sopinhas, molhos, estrogonofes – comidinhas para depois do amor. E o que há de melhor que ir pra cozinha e preparar com amor uma galinha com uma rica e gostosa farofinha, para o seu grande amor?
 
Para viver um grande amor é muito, muito importante viver sempre junto e até ser, se possível, um só defunto – para não morrer de dor. É preciso um cuidado permanente não só com o corpo mas também com a mente, pois qualquer “baixo” seu, a amada sente – e esfria um pouco o amor. Há que ser bem cortês sem cortesia; doce e conciliador sem covardia; saber ganhar dinheiro com poesia – para viver um grande amor.
 
É preciso saber tomar uísque ( com o mau bebedor nunca se arrisque!) e ser impermeável ao diz-que-diz-que – que não quer nada com o amor.
 
Mas tudo isso não adianta nada, se nesta selva escura e desvairada não se souber achar a bem-amada – para viver um grande amor.
 
Vinícius de Morais

Niver do Ricardo outubro 13, 2006

Posted by caja in Uncategorized.
add a comment

img_2685.JPGimg_2691.JPGimg_2693.JPG
img_2681.JPG
img_2684.JPGimg_2692.JPG

O conteúdo é antigo, mais tá valendo ! Fotos antigas, música nova. As fotos são do niver do Ricardo na casa do Fabrício, churrasquinho muito baum ! Ah, a música..só uma música bunitinha.

Papas da Língua – Eu sei

Eu sei, tudo pode acontecer
Eu sei, nosso amor não vai morrer

Vou pedir aos céus, você aqui comigo
Vou jogar no mar, flores pra te encontrar

Não sei porque você disse adeus
Guardei o beijo que você me deu

Vou pedir aos céus, você aqui comigo
Vou jogar no mar, flores pra te encontrar

You say good-bye, and I say hello
You say good-bye, and I say hello

Não sei porque você disse adeus
Guardei o beijo que você me deu

Vou pedir aos céus, você aqui comigo
Vou jogar no mar, flores pra te encontrar

You say good-bye, and I say hello
You say good-bye, and I say hello

Eu poderia… julho 28, 2006

Posted by caja in Dia a Dia.
add a comment

imag021.jpgimag005.jpg

Eu poderia ficar acordada só para ouvir você respirar; ver você sorrindo enquanto dorme […]Eu poderia passar minha vida inteira nessa entrega doce; eu poderia me perder neste momento para sempre; 

Todo momento que eu passo com você é um momento que eu prezo. […] Agradeço a Deus por estarmos juntos; eu só quero ficar com você neste momento para sempre, para todo o sempre;  

Não quero perder um sorriso; não quero perder um beijo; bem, eu só quero ficar com você; aqui com você, apenas assim; eu só quero te abraçar forte; sentir seu coração perto do meu; e ficar aqui neste momento; por todo o resto dos tempos! “

8ª Bienal De Design Gráfico julho 25, 2006

Posted by caja in Eventos.
add a comment

img_2481.JPGimg_2490.JPGimg_2484.JPGimg_2486.JPG
completa1.jpg

O último domingo foi dia de viajar. Levando em consideração que fomos apenas até São Paulo mas…Bienal de Design Gráfico estava no Memorial da América Latina, muito show o lugar, mas para mim faltou um pouco verde, mas parece que quem construiu não gosto disso. A exposição tinha otímos trabalhos, para encher os olhos.

Depois um passeio por Sampa, só não achamos a Av. Ipiranga, mas a Av. São João sim. Almoço no Shopping Center Norte. Volta para casa, parada no Shopping Serra Azul, só tomar uma água e ver de lá a montanha russa do Hopi Hari.

Em seguinda, casa e cama…que canseira…

É bom fazer coisas juntos, é bom gostar do que vc gosta, é bom….muito bom…sempre…

Fui !

O Pequeno Príncipe falou… julho 24, 2006

Posted by caja in Dia a Dia.
add a comment

Pequeno Prîcipe

“Se alguém ama uma flor da qual só existe um exemplar em milhões e milhões de estrelas, isso basta para que seja feliz quando a contempla. Ele pensa: “Minha flor está lá,em algum lugar…” Mas se o carneiro come a flor, é para ele, bruscamente, como se todas as estrelas se apagassem! E isto não tem importância?”

———————————–

“Há milhões e milhões de anos que as flores produzem espinhos.Há milhões e milhões de anos que,apesar disso,os carneiros as comem. E não será importante saber por que elas perdem tanto tempo produzindo espinhos inúteis?Não terá importancia a guerra dos carneiros e das flores?”

———————————–

 “Não soube compreender coisa alguma! Devia tê-la julgado pelos atos, não pelas palavras. Ela me perfumava, me iluminava… Não devia jamais ter fugido. Devia ter-lhe adivinhado a ternura sob os seus pobres ardis. São tão contraditórias as flores! Mas eu era jovem demais para saber amar.”

———————————–

“Cativar… significa criar laços se tu me cativas, teremos necessidade um do outro serás para mim único no mundoo”

———————————–

“O trigo para mim não vale nada.Os campos de trigo não me lembram coisa alguma.E isso é triste!Mas tu tens cabelos dourados.Então será maravilhoso quando me tiveres cativado.O trigo,que é dourado,fará com que eu me lembre de ti.E eu amarei o barulho do vento no trigo…”

———————————–

“Se tu vens,por exemplo,às quatro da tarde,desde às três eu começarei a ser feliz!Quanto mais a hora for chegando,mais eu me sentirei feliz. Às quatro horas,então,estarei inquieta e agitada:descobrirei o preço da felicidade!”

(Pequeno Princípe)

Homem bala na tua mão ! julho 21, 2006

Posted by caja in Uncategorized.
add a comment

Experimente arremessar o coitado !

Stuntman StuntmanHelp Stuntman to travel the furthest distance from his cannon.

Play this free game now!!